Chamada para Dossiês

Chamada de Artigos

Dossiê Histórias Líquidas: Água, Ciência e Conhecimento na Modernidade

 

A existência humana encontra-se completamente relacionada à água. Em torno de 65% do corpo humano é formado por este elemento, ao passo que no planeta a água abarca 70% de sua superfície, o que significa que a água nos atravessa e nos rodeia permanentemente. A intenção de compreender e controlar a água se intensificou na era moderna com a Revolução Científica entre os séculos XVI e XVIII, fornecendo uma noção muito circunscrita que entende a água como um elemento que pode e deve ser quantificado, classificado e dominado com vistas para o desenvolvimento e a evolução humana. Nesse sentido, a criação de ciências como a hidrologia, a meteorologia, entre outras, responde ao paradigma moderno que se propõe entender as características da água (em suas distintas formas) para ajudar no seu controle e transformação. Esta perspectiva científica - e também hegemônica - convive com outras formas, epistemologias e ontologias que permeiam as representações e estéticas da água em diferentes culturas, e propõe formas alternativas de compreender a relação humana com a água. Deste modo, nas últimas décadas foi possível identificar diferentes trabalhos que priorizaram a dimensão social e política da água, entendendo que esta define - através de relações de poder que se plasmam em leis e infraestruturas - o fluxo, a circulação e distribuição de água, tanto em ambientes rurais quanto urbanos.

Neste marco convidamos todos os interessados a contribuir para o presente dossiê "Histórias líquidas: água, ciência e conhecimento na modernidade". Este número temático pretende reunir trabalhos que, desde diversas perspectivas teóricas e metodológicas, abordam o tema da água em diferentes circunstâncias históricas, envolvendo conhecimentos científicos e tecnológicos e diferentes tipos de saberes, desde o século XVI até nossos dias. São especialmente bem-vindos os trabalhos que apresentam um diálogo interdisciplinar com o campo da História da Ciência, desde as abordagens da história ambiental, da ecocrítica e da ecologia política.

As principais linhas de investigação propostas para este número temático (embora não de forma exclusiva) incluem:

 

- Conflitos e controvérsias sociotécnicas em torno da água

- Ciência e governança da água

- Ciência e outros conhecimentos em torno da água

- Saúde ambiental e doenças transmitidas pela água

- Desenvolvimento de sistemas de abastecimento de água e saneamento

- Ações antropogênicas e transformação dos corpos de água

- Ciência e água na literatura, nas artes e nas demais mídias

- Ciência e fenômenos hidrometeorológicos severos na história

- Água e gênero em controvérsias científicas e/ou conflitos socioambientais

- A água e a Revolução Científica (séculos XVI-XVIII)

 

Organizadores:

Ingrid Fonseca Casazza (Fundação Oswaldo Cruz - Brasil)

Melina Tobias (Universidade de Buenos Aires - Argentina)

André Vasques Vital (Universidade Evangélica de Goiás - Brasil)

 

Prazo de Envio: 18 de setembro de 2023 a 31 de janeiro de 2024.